Iguaria outrora desvalorizada, tem hoje lugar de honra nas mesas Michelin;

Trufas de verão até dia 15 de agosto no Hotel Tryp Caparica Mar
Iguaria outrora desvalorizada, tem hoje lugar de honra nas mesas Michelin
Tagliatelli com trufas frescas, a proposta do Chef Executivo do restaurante Horizonte, situado no Hotel Tryp Lisboa Caparica Mar, para degustar as trufas de verão (250 euros/quilo),

“Trufas em agosto” é a proposta que, até 15 deste mês, o restaurante Horizonte, situado no oitavo piso do Hotel Tryp Lisboa Caparica Mar (Costa da Caparica), leva à mesa de jantar. Uma ementa feita com trufas de verão, no passado menosprezadas e hoje procuradas para fazer parte da ementa de restaurantes com estrelas Michelin.

Para conhecer ou redescobrir o restaurante Horizonte, reinaugurado há cerca de um mês, e matar saudades deste fungo com sabor e aroma muito próprios, a equipa liderada pelo Chef Luís Romão sugere “Tagliatelli com Trufa Fresca” (22,50 euros). Este é um prato vencedor a um preço campeão, disponível até dia 15 de agosto, no restaurante do Hotel Tryp Lisboa Caparica Mar.
Se há cerca de 20 anos, as trufas de verão não eram alvo de muita atenção, hoje apresentam-se em mesas com estrelas Michelin (Chef Eric Mariottat e restaurador Benjamin Bruni, por exemplo) e podem atingir cerca de 250 euros/ quilo. Já as trufas pretas têm em média um preço de 750 euros/quilo. Em todos os casos, o preço oscila ao longo das estações e muitas vezes semanalmente.
Encontradas entre junho e setembro, as trufas de verão estão um pouco por toda a Europa. Já as trufas brancas de Alba, do norte de Itália, “ouro da cozinha”, só aparecem num período curto, durante o outono, e ultrapassam frequentemente os 4.000 euros por quilo.
As trufas de verão não devem ser cozinhadas, mas sim ser consumidas cruas, raladas sobre a massa ou ainda sobre pão torrado com um pouco de azeite e sal. Por este motivo têm de estar no ponto certo quando colhidas e consumidas, o que significa bem maduras.
Para as “Trufas em agosto”, todas as semanas o restaurante Horizonte recebe as trufas com a máxima frescura vindas de Itália.
Dois vinhos a copo (4,5 euros), um branco, Comtes de Saint Martin, e, um tinto, Plátanos Tou Noir, foram escolhidos para casar perfeitamente com as Tagliatelli com Trufa Fresca.
Os vinhos serão alvo de maior atenção restaurante no Horizonte já na segunda quinzena de agosto. Estão convidados enólogos franceses para elaborar várias maridagens com ementas criadas para o evento, que está a ser pensado como a Semana Gastronómica com Vinhos da Borgonha, e cuja degustação estará também disponível ao jantar. Esta semana deverá contar com a presença de Arnault Baillot, precisamente produtor de vinhos da região francesa.
O restaurante Horizonte tem a particularidade de ficar situado último piso do Tryp Caparica, o 4º maior hotel de Lisboa; é um restaurante panorâmico, com vista privilegiada para a praia do Dragão, assim como o bar Blue Lounge, situado no mesmo piso.
O restaurante conta com uma série de atributos inusitados na ementa como, por exemplo, uma “Panelinha de peixe da nossa Costa, aromatizada com coentros” (5,5 euros), cuja receita foi gentilmente cedida ao diretor do hotel Tryp Caparica, Gonçalo Proença, por um dos Chefs mais badalados da TV, com exigência de votos de confidencialidade absoluta. Além da “Panelinha”, a carta tem ainda mais três sugestões de entradas, com preços entre 4,5 a 11 euros, entre as quais se destaca o Camarão, com coco, lima e malagueta.
Da carta de sobremesas constam o Leite-creme e canela; Chocolate e avelã; Mousse de requeijão, morangos e gelado e Abade de priscos, geleia de Porto e sorbet de tangerina, algumas das quais sugestões de um chocolatier português.
Da ementa constam ainda quatro pratos de massa, risoto, cinco sugestões de carnes, de 19 a 23 euros; e o mesmo número de sugestões de peixe, com preços a começar nos 28 euros. 
 

O que é que a Caparica tem?

A Costa da Caparica está a ser alvo de uma concentração de Chefs, que parece ter elegido a zona para se instalar. Na mesma Avenida do restaurante Horizonte está o “Ramboia”, restaurante para carnívoros, criado pelo Chef Aimé Barroyer, o cozinheiro francês que chefiou a cozinha do Pestana Palace, em Lisboa, um apaixonado pela cozinha portuguesa.
Outro fenómeno da restauração da margem sul, o Pita gr, do restaurador grego Thassos Bampalikis, proprietário de vários espaços, abriu um Pita Gourmet nas proximidades.
Mas, talvez o principal sinal de mudança date de 2015, quem sabe o pontapé de saída para esta mudança, precisamente quando Olivier da Costa decidiu apostar na zona e criou o restaurante “Sea, Salt & Pepper”, na Praia de S. João.
Com o fluxo de turistas a aumentar, poderá a Costa da Caparica tornar-se no próximo local “in" onde se vai jantar...
 

Dora Troncão, 12/08/2018
Partilhar
Comentários 0

Notícias Relacionadas