Crónicas do autor:

Franco, Mi Padre

As 800 páginas de memórias da recém falecida Carmen, desenvolvidas pelo jornalista Jesús Palacios e o professor da Universidade de Wisconsin, Stanley Payne, descrevem como conseguiu Franco manter-se quatro décadas no poder.
Para que nos serve o direito?

Lula da Silva e a democracia

Ainda se tem a ideia, em múltiplas áreas da vida, que o direito é um domínio fechado do saber, enrodilhado em si mesmo (auto-referencial) que se constrói tecnicamente em torno de uma racionalidade que lhe é própria, no que se ignora, pois, o que ...
À Esquina do Tempo

A guerra no meio de nós

Mesmo aqueles de nós que apenas ficam pela espuma das notícias concluirão facilmente que este não é um tempo de paz no mundo que é nosso. Se os conflitos se revestem, na mudança, de outras e novas vestes - caso das chamadas “guerras híbridas&rd ...

Menos e melhor Estado com mais e melhor sociedade civil

A AIMMAP e o SINDEL chegaram esta semana ao acordo final sobre a renovação do Contrato Coletivo de Trabalho para o setor da metalurgia e metalomecânica. Estando em causa o setor que assegura a maior fatia das exportações nacionais, é importante ...

LUCRAR COM… Biocombustíveis

Já antes escrevi que Portugal pode ganhar uns 5 mil milhões em exportações do interior, ao adotar a tecnologia de muitos países, para biocombustíveis. Em toda a UE apenas Espanha e nós podemos produzir a preço competitivo etanol e biodiesel, já ...
Ciência e Economia

Seremos ‘OCUPADOS’

Já antes escrevi que às vezes é mais eficaz descrever a realidade e o futuro numa ficção do que num ensaio científico. Nós, econometristas, já em 2004 previmos a crise e até a “Troika”; fomos desacreditados. Quando em 2014 previmos inflaç ...

Política de terra “coimada”

Depois de várias hesitações e de afirmações contraditórias, o Governo acabou por adiar até 31 de maio a aplicação de coimas pela falta de limpeza de terrenos agrícolas ou florestais.
À Esquina do Tempo

Apelo às sociedades civis europeias

É inegável que neste final da segunda década de século XXI, os portugueses em geral, percecionam um estado de bem-estar relativo, confirmado, de resto, por indicadores económicos e avaliações, internos e externos, credores de confiança. Se tal é a ...

Páginas