Seiko e Fabien Cousteau juntos em prol da conservação dos oceanos;

Nova coleção de relógios de mergulho Seiko Propex Save the Ocean
Seiko e Fabien Cousteau juntos em prol da conservação dos oceanos
Relógio de mergulho Seiko Prospex Save the Ocean, com pulseira de silicone, estanque a 200 metros
A marca japonesa Seiko anuncia uma nova parceria com o explorador oceânico e conservacionista marinho de renome, Fabien Cousteau. Juntos, criaram uma coleção cujo objetivo é consciencializar as pessoas sobre a preservação dos oceanos e da vida marinha em perigo. Desta parceria com Fabien Cousteau nasce a nova edição especial de três modelos chamada "Prospex Save The Ocean", com base nos relógios mais populares da linha Prospex.
 
A coleção Seiko Prospex Save The Ocean foi concebida para apoiar as iniciativas de educação e conservação da instituição Fabien Cousteau Ocean Learning Center, criada para contribuir de forma direta para a saúde 
dos oceanos, e é composta por três modelos com as caraterísticas próprias de relógios de mergulho, focadas em garantir robustez, legibilidade, segurança na operação, estanquicidade e conforto em ambientes extremos como o fundo do oceano.
Esta série de modelos Prospex apresenta um mostrador azul efeito guilloché a fazer lembrar a superfície da água. Desta coleção, dois dos relógios são automáticos e um outro solar, todos autossuficientes uma vez que dispensam pilha, tornando-os mais ecológicos.
As pulseiras também são adequadas a praticantes de mergulho e estão disponíveis em silicone, num modelo desenvolvido pela Seiko que se ajusta ao pulso com as mudanças de pressão durante o mergulho, mas também em aço inoxidável, com fecho báscula e extensor, para usar sobre a pele ou sobre o fato de mergulho. Os três modelos têm fundo gravado com a menção “Air Diver’s 200m” e “Special 
Edition”.
A ligação da Seiko aos oceanos remonta a 1965, quando o lançamento do primeiro relógio de mergulho da marca japonesa. Desde então, a Seiko tem vindo a procurar superar as expectativas, sendo esta nova coleção, Prospex Save the Ocean, resultado de mais de 50 anos de pesquisa.
Quanto a Fabien Cousteau, passou os primeiros anos de vida a bordo das famosas embarcações do avô, Jacques-Yves Cousteau. Aprendeu a fazer mergulho aos 4 anos e herdou a paixão da família pelos oceanos. Defensor dos oceanos e da necessidade de os proteger da destruição, é sobretudo conhecido pelo trabalho de pesquisa sobre tubarões. De 2000 a 2002, foi “Explorer-at-Large” da National Geographic e colaborou num especial para a televisão, “Attack of the Mystery Shark”, com o objetivo específico de mudar a perceção do público sobre os tubarões. Juntamente com o pai, Jean-Michel Cousteau, em 2014, embarcou na Mission 31, a expedição científica sob a superfície do mar mais longa de sempre, 
realizada no Aquarius, o único laboratório subaquático do mundo, localizado ao largo da costa da Florida. Hoje, Fabien Cousteau trabalha com várias organizações não-governamentais ligadas aos oceanos, com um foco especial nas comunidades locais, nas crianças, e na recuperação dos ecossistemas aquáticos. Em 2016, fundou o Fabien Cousteau Ocean Learning Center, um centro que tem como objetivo a defesa dos oceanos.
 
 

Dora Troncão, 02/07/2018
Partilhar
Comentários 0

Notícias Relacionadas