5 mil dólares investidos há mais de 50 anos resultam hoje em 4 mil milhões em vendas;

Mary Kay promove empreendedorismo no feminino desde a década de 1960
5 mil dólares investidos há mais de 50 anos resultam hoje em 4 mil milhões em vendas

​Mary Kay Ash incentivou desde sempre as mulheres a investirem na sua autoestima e imagem para se sentirem bem com elas próprias e se tornarem mais seguras e independentes.

Mary Kay Ash, fundadora da marca de cosméticos e perfumes com nome próprio, celebra o Empreendedorismo Feminino. Ash criou o próprio negócio sozinha com um investimento de cinco mil dólares na década de 1960. Hoje, a Mary Kay Cosmetics fatura mais de 4 mil milhões de dólares em venda de produtos. O dia dedicado às mulheres empreendedoras foi criado há 4 anos pela ONU e  a diretora da Mary Kay Portugal, Sandra Silva, comemora este dia à frente de uma marca, que cria oportunidades de negócio para 2 milhões de pessoas em todo o mundo e que todos os anos lança produtos, cujas vendas revertem parcialmente para causas que promovem a educação, a sáude e autoestima das mulheres.

“Após mais de 20 anos a trabalhar em empresas de vendas diretas com sucesso, mas frustrada pelo facto das suas o
piniões no trabalho serem menos valorizadas no t
rabalho por ser mulher, Ash decidiu criar a Mary Kay Cosmetics com apenas 5.000 dólares”, conta à Vida Económica Sandra Silva, Diretora-Geral Mary Kay Portugal, na empresa desde 2009.

O lançamento de uma Eau de Parfum, “Fearlessly”, como o nome indica, pensada para a mulher que abraça a vida sem medo, ousada e energética, e uma coleção de outono de trons quentes e marcantes (vernizes, sombras e batons), servem de mote para uma conversa no Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino, criado há quatro anos pela ONU.

“Nos dias que correm ainda é fundamental haver uma data que assinale e chame a atenção para a importância da existência e fomento da mulher empreendedora para incentivar o seu empoderamento, sobretudo a nível económico”, sublinha Sandra Silva.

“Esta data relembra por um lado a importância das mulheres donas do próprio negócio no bom desempenho da economia, não dependendo de outras pessoas para seguir em frente, o que leva a uma menor descriminação, e, por outro lado, não deixa esquecer as dificuldades que enfrentam, por exemplo, no acesso a financiamento e na gestão de vida familiar e profissional devido ao desempenho de diversos papéis, no trabalho e em casa, acumulando responsabilidades e tarefas”, acrescenta.

“Felizmente conhecemos cada vez mais casos de mulheres com um papel ativo na criação de novos negócios, na concretização de ideias inovadoras e, claro, em gerirem o negócio e darem oportunidades a outras mulheres como foi o caso inspirador de Mary Kay Ash”.

Em todo o mundo, cerca de 2 milhões de pessoas tiram proveito do modelo de negócio da venda direta ao serem consultoras de beleza Independentes Mary Kay, das quais cerca de 6 mil em Portugal.

Com horários flexíveis, um plano de negócio bem definido, Mary Kay abrange mulheres de todas as origens das quais muitas alcançaram crescimento pessoal e o sucesso financeiro.

Dar inicio ao negócio independente da Mary Kay requer apenas um investimento inicial para adquirir um Kit de Iniciação Mary Kay, que inclui também material de formação.

Portefólio inclui 1300 patentes de produtos
 
Mary Kay Cosmetics é uma das cinco maiores empresas de venda direta do mundo, de acordo com o Global 100 da Direct Selling News (DSN), uma lista que oferece uma perspetiva única sobre o impacto global da indústria em termos sociais e económicos e uma das mais prestigiadas designações na indústria da venda direta.

1.300 patentes de produtos, tecnologias e design de embalagens fazem parte do portefólio global Mary Kay, que oferece os mais avançados cuidados de pele, cosméticos e fragrâncias, ao qual se vem juntar agora máscara de rosto de Bio Celulose, da linha Timewise Repair, um produto que deixa a pele mais luminosa desde a primeira utilização.
Mary Kay está atualmente presente em 40 países, faturou 4 mil milhões em vendas de produtos e muitos dos lançamentos são motivados por causas. Desde o ano 2000 que a Fundação Mary Kay luta contra a violência contra as mulheres e, todos os anos, a marca cria uma edição especial em que parte das vendas revertem a favor de instituições que promovem a educação, autoconfiança, saúde e bem-estar de mulheres e das suas famílias.
“Empreender é ter um sonho e acreditar” e por isso Sandra Silva apela “a todas as mulheres “nunca deixem de sonhar” .
 

 

Dora Troncão, 20/11/2017
Partilhar
Comentários 0

Notícias Relacionadas